A história por trás de uma mulher branca dando à luz a três bebês negros te levará as lágrimas

Uma história linda para compartilhar!

Apesar de viver no século 21, o preconceito e o racismo continuam a prosperar em nossa sociedade. Muitas pessoas têm uma opinião ‘limitada’ sobre como deve ser sua família ideal.Rachel e Aaron Halbert passaram por tais preconceitos em suas vidas.

Mas eles devem receber crédito pela decisão corajosa que fizeram.Os Halberts haviam adotado anteriormente dois filhos e decidiram dar um passo à frente depois de aprender sobre a adoção de embriões.

Eles estavam determinados a fornecer abrigo a mais crianças que não conseguissem um lugar para morar ou uma família para crescer. Eles decidiram se lembrar dos embriões congelados com os quais ninguém se importava.

PUBLICIDADE

Eles não deixavam nada tão superficial quanto a cor da pele para atrapalhar. Eles logo fizeram uma visita a um banco de doação de embriões, onde decidiram adotar um grupo de gêmeos.

Mas as coisas tomaram um rumo inesperado em breve.Rachel e Aaron tiveram um sonho de se tornarem pais, mas Rachel achou difícil engravidar. Eles decidiram adotar 2 crianças – uma menina e um menino.Sua decisão foi criticada quando eles decidiram adotar bebês de pele escura. Aaron afirmou que ser pais “brancos” de garotos “não brancos” movia uma porção de olhos na direção deles. Eles seriam encarados com desgosto.

PUBLICIDADE

Mas Rachel e Aaron estavam muito felizes com o tipo de família que eles tinham. Quando o casal ficou sabendo sobre a adoção de embriões, eles acharam que era uma excelente ideia. Rachel implantou dois embriões africanos que permaneceram congelados nos últimos quinze anos.

Os recém-nascidos “combinariam” com seus irmãos existentes. Eles encontraram seus médicos 6 semanas após a transferência de embriões. Mas a reunião acabou sendo surpreendente para eles.O médico repetidamente perguntou se haviam injetado apenas dois embriões, aos quais o casal respondeu que sim.

O casal surpreendentemente descobriu que um dos embriões se dividiu em dois dentro do útero de Raquel. Foi quando perceberam que Rachel estava grávida de trigêmeos, não de gêmeos. Tudo correu bem e logo Rachel e Aaron eram orgulhosos pais de 5 crianças de pele escura.

Eles eram gratos a toda a família e amigos pelo apoio esmagador. Eles estavam apenas vivendo seus sonhos que não pareciam uma família regular, mas ainda assim, encontrou um lugar na história do país. Aaron uma vez teve um amigo que sonhava em ter uma família que aparecesse como uma mini-Nações Unidas. Aaron quer que sua foto de família tenha um pouco de semelhança com o céu.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Gomes

Colunista em diversos sites. Adoro escrever sobre qualquer assunto. Cursando publicidade e marketing. Apaixonada e ecommerce e marketing digital. Contato: [email protected]