A Ministra Damares se manifesta sobre o caso da mãe que obrigou seu filho de 1 ano fumar maconha

Damares Alves, ministra da Mulher, Famílias e Direitos Humanos, defendeu que a mãe perca a guarda da criança

Muitos já devem ter se deparado com o vídeo em que uma mãe praticamente obriga seu filho de apenas 1 ano a fumar maconha.

Esse vídeo viralizou pelo mundo, causando muita revolta e indignação aonde ele chega.

Muitas pessoas comuns e também inúmeras pessoas do meio artístico demonstraram repúdio em cima desse ato, ainda mais vindo da própria mãe e tios.

Uma dessas pessoas a mostrar total indignação pelo ocorrido, foi a Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves.

Ela por meio de suas redes sociais comentou sobre as prisões. A ministra parabenizou os policiais envolvidos na operação e defendeu ainda que a mãe deve perder a guarda das crianças:
“Espero agora que o Poder Judiciário retire imediatamente a guarda da criança desta mãe irresponsável”, escreveu a Ministra.

A Polícia chegou até os responsáveis depois da circulação desse mesmo vídeo nas redes sociais.

A mãe da criança, de 22 anos, e também três tios do bebê foram encontrados em um barraco, na tarde dessa quinta-feira (25).

Segundo os investigadores, a filmagem e a publicação do vídeo, foram feitos na última segunda-feira (22).

Cinco pessoas foram presas, entre elas a mãe da criança, um de maior e três adolescentes. Na casa onde foram presos, a Polícia também aprendeu 50 porções de maconha.
A adolescente que aparece no vídeo oferecendo a droga ao bebê, é a tia da criança e tem apenas 14 anos, segundo a Polícia Civil.

Na filmagem é possível perceber que o bebê traga três vezes o cigarro de maconha. Na delegacia, a jovem confessou ter dado a droga a criança.

Na delegacia, a adolescente disse em depoimento, que essa não seria a primeira vez que isso acontece, pois é de “costume” os tios também fornecerem maconha e obrigarem as crianças a fumar.

A mãe da menina teria presenciado o fato, mas negou aos policiais ter oferecido a droga a criança.

As crianças foram encaminhadas para o Instituto médico legal e passaram por exame toxicológico. O Conselho Tutelar acompanha e monitora o caso.

O pai ficou responsável pela guarda dos menores. A mãe foi indiciada por tráfico de drogas.

Escrito por Carla Gomes

Colunista em diversos sites. Adoro escrever sobre qualquer assunto. Cursando publicidade e marketing. Apaixonada e ecommerce e marketing digital. Contato: [email protected]