Ao vivo, pai do ator Rafael de “Chiquititas”, é acusado de pedofilia

Homem teria chamado os pais do ator assassinado de pedófilos, e irritado jornalista

O apresentador da rede Record de televisão Luiz Bacci, que têm dado ênfase às investigações sobre o assassinato do ator Rafael Miguel no programa jornalístico Cidade Alerta, o qual apresenta, teria se envolvido em uma briga com o irmão do acusado de matar o ator.

O assassinato a tiros do ator de 22 anos, famoso por seu papel em Chiquititas, novela do SBT, comoveu o apresentador, que tem mantido contato com a namorada de Rafael, a jovem Isabela Tibcherani, de 18 anos.

Bacci teria discutido recentemente com o irmão de Paulo Cupertino, comerciante de 48 anos, que teria atirado contra Rafael e seus pais neste domingo (9). Segundo o irmão do assassino, os pais de Rafael eram pedófilos.

PUBLICIDADE

Isabela, ao saber da notícia, contactou-se com o apresentador através de um aplicativo de mensagens. A jovem teria dito que Luiz não merecia ter sido tratado daquela forma. Isabela ainda disse apreciar toda a ajuda que Luiz tem oferecido a ela em relação ao caso de Rafael.
O jornalista, apoiado por internautas e figuras públicas, postou a imagem de sua conversa com isabela em seu Instagram, juntamente com um texto no qual elogia a jovem, chamando-a de “íntegra e educada”, no texto, Luiz também comentou sobre os acontecimentos envolvendo o irmão de Paulo Cupertino.

Luiz afirmou, ainda, nessa sexta feira (14) que fará justiça pela família de Rafael. A qual não se manifestou sobre os ataques realizados contra o jornalista.

Paulo Cupertino, assassino de Rafael, está foragido desde domingo, a polícia ampliou suas equipes de busca e apreensão pela região da Pedreira, distrito de São Paulo onde o crime teria ocorrido.

PUBLICIDADE

Segundo depoimentos, o comerciante não aceitava o namoro de sua filha com o ator, o que o teria motivado a cometer o crime.

De acordo com a polícia, Paulo já havia sido preso, em 1990, condenado a 2 anos, por furto. Além disso, o comerciante teria outras passagens criminais, entre elas, quatro assaltos, dois furtos, tentativa de fuga e associação criminosa, crimes que teriam sido realizados num período de 9 anos, entre 1990 e 1999, contabilizando um total de 1 crime por ano neste período.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Gomes

Colunista em diversos sites. Adoro escrever sobre qualquer assunto. Cursando publicidade e marketing. Apaixonada e ecommerce e marketing digital. Contato: [email protected]