Após apoio a Bolsonaro, Neymar e Medina são detonados nas redes sociais

Depois de declarar apoio ao atual presidente do Brasil, os dois atletas são detonados por internautas

Os dois declararam suporte público a Jair Bolsonaro (PSL) na última terça-feira (2), porém tudo indica que a posição política pode ter um preço alto para os atletas.

“Alô Neymar, alô Medina. Diretamente de Israel, aquele abraço e boa sorte para vocês”, falou Jair Bolsonaro via Twitter, em um vídeo no qual surge ao lado do premiê israelense, Benjamin Netanyahu. “Por favor, venham para Israel, vocês dois estão convidados. Neymar e Medina, tragam todo mundo com vocês. Jerusalém os espera”, complementou o israelense.

“Alô, Bibi e Bolsonaro, obrigado por nos convidar”, responderam Neymar e Medina.

PUBLICIDADE

Mart’nália detona Nana Caymmi após defesa de Jair Bolsonaro: “Vai à merda”

Quase que instantaneamente, o futebolista e o surfista passaram a ser detonados nas redes sociais, virando um dos assuntos mais comentados do Twitter.

“Neymar e Medina tem tudo a ver com Bolsonaro, um ficou famoso mundialmente por simulação e o outro tá sempre querendo ficar na crista da onda”, detonou um. “Que sorte teve a Bruna Marquezine de ter esse livramento”, disse outro. “Por essas e outras que o Brasil segue sendo chacota e todo dia tomamos um 7×1 diferente”, detonou mais um. “Tão triste ver dois atletas que foram excelentes se transformarem em celebridades ainda tão jovens… Será que os patrocinadores deles vão gostar?”, lembrou outro.
As críticas não se limitaram a eles: o presidente Jair Bolsonaro viu mais um episódio de sua já crônica e grave crise nos primeiros meses de governo. Na internet, diversos usuários das redes sociais voltaram a dispara contra o político.

PUBLICIDADE

“Sr. Presidente tenha vergonha na cara e pare de fazer viagens internacionais e ficar esbanjando pois o povo aqui tá morrendo de fome viu!”, disparou um.

“O governo gastando fortunas para dois moleques aparecerem em vídeo elogiando o Bozo e assim ele conseguir elevar a popularidade”, detonou mais uma.

“Não sei quem é mais sem vergonha, Bolsonaro ou Neymar e Medina por tal papelão… O cara ao invés de governar fica brincando de blogueira”, criticou mais um.

Vale lembrar que o apoio de Neymar a um candidato da direita não é surpresa. O jogador fez campanha em 2014 para o então candidato à Presidência Aécio Neves, hoje envolvido em uma série de denúncias de corrupção e chutado para escanteio até mesmo dentro de seu partido, o PSDB. O mineiro ocupa uma modesta posição como deputado federal na Câmara no atual mandato.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Gomes

Colunista em diversos sites. Adoro escrever sobre qualquer assunto. Cursando publicidade e marketing. Apaixonada e ecommerce e marketing digital. Contato: [email protected]