Após polêmica, Marina Ruy Barbosa curte tweet detonando Bruna Marquezine

Após polêmica de traição, atriz curte tweet que detona Marquezine

Depois de toda a polêmica da traição de José Loreto e Débora Nascimento, na qual Marina Ruy Barbosa foi mencionada como pivô da separação e algumas atrizes como Bruna Marquezine e Giovanna Ewbank não defenderem ela, e a polêmica continua.

Na noite da última sexta-feira, 15, Marina curtiu um tweet que detonava a ex-namorada de Neymar Jr. após o lançamento de sua matéria em uma revista americana.

Além disso, o comentário ainda enaltecia a própria Marina. “Prefiro a Marina Ruy Barbosa, tá parecendo o Chucky!”, publicou uma internauta sobre a foto de Marquezine para a revista.

PUBLICIDADE

A curtida não passou despercebida pelos internautas que ficaram irritadíssimos com a situação! “Marina Ruy Barbosa, a feminista, a mulher que defende mulheres e odeia comparações.

Pois para atuar é tão ruim e para manter esse papel de vítima é ótima? Ontem você disse que não aguenta mais rivalidade e hoje curte comentário diminuindo uma mulher e sua beleza”, comentou uma moça.

A ruiva se pronunciou e rebateu o ataque explicando a situação. “Por favor! Parem de alimentar essas coisas absurdas. Eu nem uso mais isso aqui direito, exatamente porque até quando não fez nada, gera comentário. Eu entro às vezes só para ler as coisas na novela. Me deixem em paz, por favor”, pediu ela. Além disso, a atriz retirou a curtida e apagou a mensagem após um tempo.

PUBLICIDADE

   Professor armado com facão e besta invade Secretaria de Educação do DF

Um professor armado invadiu, nesta sexta-feira (15), a sede da Secretaria de Educação do Distrito Federal, no Setor Bancário Norte. Ele levava uma faca de caça e uma besta (espécie de arco) com seis flechas – arma idêntica à que foi usada no massacre de Suzano.

O homem chegou a subir até o 12º andar, onde fica o gabinete do secretário Rafael Parente – que estava em uma reunião na Residência Oficial do Governo do DF.

Funcionários notaram parte da besta para fora da mochila e acionaram a PM que deteve o suspeito antes que ele conseguisse ferir alguém. O homem, de 54 anos, foi levado para a 5ª DP, que fica na região central de Brasília.

De acordo com informações, ele é professor de violino erudito da Escola de Música de Brasília e tem histórico de problemas psíquicos. De acordo com a pasta, ele relatava ter adoecido por conta do trabalho. O nome do suspeito não foi divulgado até a postagem desta reportagem.

A secretaria apontou que o professor já tinha procurado a Ouvidoria tinha alguns dias, mas voltou ao local alegando que “algo precisava ser feito”.

A invasão deixou os servidores em pânico. Durante os cerca de dez minutos de tensão, seguranças deram cobertura aos funcionários, que foram autorizados a voltar para casa (leia abaixo).

“Todos estão bem”, disse o secretário.

O vice-governador do DF, Paco Britto, determinou no início desta tarde o “afastamento imediato” e a abertura de um processo administrativo disciplinar (PAD) contra o professor.

     Dispensa dos servidores

Em sua conta na rede social, Rafael Parente informou que os servidores da sede que não se sentirem bem emocionalmente estão liberados para voltarem para casa. De acordo com a administração, “novas medidas de segurança do prédio já serão implementadas na segunda-feira [18]”.

 

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Gomes

Colunista em diversos sites. Adoro escrever sobre qualquer assunto. Cursando publicidade e marketing. Apaixonada e ecommerce e marketing digital. Contato: [email protected]