Ator da Globo, João Carlos Barroso, morre aos 69 anos com câncer

O famoso já realizou vários personagens na Tv Globo como delegado, mas ficou mais conhecido por ter participado do programa Zorra Total.

Na noite desta segunda-feira (12), o ator Global João Carlos Barros morreu vítima de câncer aos seus 69 anos de idade. Mais conhecido por ter se integrado no elenco do Zorra Total, e em várias outras novelas.

De acordo com seus amigos próximos, o ator João Carlos enfrentava um câncer terminal já fazia alguns anos.

Ele iniciou sua carreira bem jovem, foi descoberto pela produção do filme Pedro e Paulo, e a co-produção argentino-brasileira, fez parte do elenco ao lado de grandes nomes como Francisco Cuoco, Jardel Filho e Jece Valadão. Logo após foi se encontrando no mundo do teatro.

PUBLICIDADE

Ainda cedo também foi desenvolvendo um apego pelo mundo da dublagem, sua dublagem mais conhecida foi feita para o desenho animado do mundo Disney, A Espada Era Lei em 1963.

Estreou na novela O Bem Amado no ano de 1973 protagonizando o papel do personagem Eustórgio. E além deste trabalho João Carlos Barroso marcou uma grande presença em um dos clássicos da teledramaturgia, na novela chamada Estúpido Cupido no ano de 1976, e fez parte do Roque Santeiro em 1985.

Ele foi além das novelas na televisão, arriscou no mundo do humor como no Os Trapalhões e Zorra Total, onde fez um ótimo trabalho e ficou por mais de 10 anos. Ao total foram mais de 30 trabalhos por ele realizados nas telinhas, fora as peças teatrais e filmes.  Sua última participação foi na Rede Globo como o delegado Mesquita na novela do Sol Nascente, em 2016.

PUBLICIDADE

Seu amigo, Mário Cesar Nogueira utilizou as redes sociais para dar a nota de falecimento do ator:

”É com imensa tristeza que recebo e passo a vocês essa notícia, nosso amigo, João Carlos Barroso, o grande Barrosinho, nosso grande colega de profissão e de lutas, colega de futebol dos artista inúmeras vezes, acabou de nos deixar. Que Deus o recebe no teu reino de luz. Meus sentimentos à toda família.”

Nas redes sociais de Barrosinho podemos perceber que ele era muito querido entre muitos fãs, colegas, amigos e parentes.

Inclusive entre os amigos de trabalho como Lúcia Veríssimo, Narjara Turetta e Mauricio Mattar.

Antes de sua morte o ator fez uma declaração de como é trabalhar ao lado de Aracy. ”Consigo conciliar com suavidade, mas é uma barra pesada. Uma coisa me ajudou muito e é bom que eu diga: Psicánalise”, disse João Calos ao perguntarem-no sobre como é trabalhar ao lado dela.

PUBLICIDADE

Escrito por Emelly Santana De Souza

Redator de assuntos diversos, mais focado em notícias do gênero de política, esporte, entreterimento e saúde.