Atrizes são processadas em esquema de fraude de vagas em Universidades e podem pagar US$ 500 bilhões

A ação foi movida pela professora Jennifer Kay Toy, que alega que seu filho, Joshua, perdeu a vaga na Universidade pelo esquema de fraude do qual as atrizes participaram. A acusação alega sofrimento emocional, conspiração civil e fraude. O processo pede indenização de US$500 bilhões!

Talvez você conheça Felicity Huffman por sua atuação em Desperate Housewives, ou Lori Loughlin, conhecida internacionalmente por sua atuação em Três é Demais. As duas atrizes fizeram um imenso sucesso, especialmente na virada da década de 90 para os anos 2000 com suas séries.

Mas agora estão envolvidas em um escândalo de fraude em Universidades dos Estados Unidos e foram processadas em US$ 500 bilhões de dólares!

A ação foi movida pela professora Jennifer Kay Toy, que alega que seu filho, Joshua, perdeu a vaga na Universidade pelo esquema de fraude do qual as atrizes participaram.

PUBLICIDADE

A acusação alega sofrimento emocional, conspiração civil e fraude. O processo pede indenização de US$500 bilhões!

“Estou furiosa e magoada porque sinto que meu filho, meu único filho, teve seu acesso negado à faculdade não porque não estudou ou se esforçou o suficiente, mas porque indivíduos ricos acharam que estava tudo bem em mentir, trapacear, roubar e subornar para colocar seus filhos em uma boa faculdade”, declarou Kay Toy.

Lori e Felicity são acusadas de subornar Universidades do país para garantir vagas para suas filhas. As duas foram presas depois que a denuncia foi formalizada.
O esquema foi investigado pela Justiça de Boston e também pelo FBI. Durante as investigações, as autoridades descobriram como o dinheiro era repassado. Um empresário chamado William Rick Singer mantinha uma empresa de fachada para lavar o dinheiro dos subornos.

PUBLICIDADE

Outras famílias foram descobertas como parte do esquema, os pagamentos giravam em torno de US$200 e US$400 mil. Ainda assim, segundo as autoridades alguns dos pagamentos chegavam a ultrapassar US$6 milhões. Ao todo, foi descoberto uma movimentação de US$25 milhões em propina.

Segundo investigações preliminares, Felicity Huffman e seu marido, William H. Macy (Fargo), teriam pago US$15 mil em propina para que a filha mais velha fosse aceita em uma das faculdades de maior prestígio dos Estados Unidos.

Lori Loughlin, por sua vez, desembolsou com seu marido, Mossimo Giannuli, o valor d US$500 mil para que as duas filhas entrassem para a Universidade do Sul da California (USC). Nenhuma das atrizes falou ainda sobre as acusações, mas ambas apagaram suas redes sociais depois que o escândalo se tornou público.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Gomes

Colunista em diversos sites. Adoro escrever sobre qualquer assunto. Cursando publicidade e marketing. Apaixonada e ecommerce e marketing digital. Contato: [email protected]