Bruno Fernandes assina contrato com o time Poços de Caldas como goleiro

De acordo com o time, bruno irá ser apresentado nas próximas semanas.

O clube de futebol Poços de Caldas, anunciou na noite desta última terça-feira, a contratação do goleiro Bruno.

Depois de dizer que tem um acerto com o goleiro, que cumpre prisão domiciliar, e estão esperando pela liberação da justiça para que o goleiro possa mudar de cidade.

A advogada do goleiro, Mariana Migliorini, entrou em contato com o Globo Esporte e confirmou o acordo entre eles, mas que se caso o time fosse jogar fora ele teria que treinar em Varginha e apresentar um pedido a justiça para sair da cidade.

PUBLICIDADE

Bruno já foi fotografado com a camisa do time em que atuará ao lado do presidente do clube, Paulo César, mais conhecido como Vulcão, que afirmou que Bruno Fernandes irá se apresentar nas próximas semanas. E já vai se preparar para apresentar nos próximos dias na disputa da terceira divisão do campeonato mineiro, no 2° semestre do ano de 2020.

Após a primeira oferta para o goleiro, outros times também arriscaram apostar no jogador como o Barbalha, clube da primeira divisão cearense, a advogada comentou que ele esta bastante contente com o novo acerto, e que seu objetivo é manter sua forma técnica, com os treinos que realizará em Varginha.

No entanto, Mariana não descartou uma possível ida de Bruno para outro time futuramente. ”Bruno irá analisar com calma as suas possibilidades e outras propostas ao longo do tempo”, disse Mariana.

PUBLICIDADE

Entre todas essas crimes e polêmicas, muitos não se agradaram da decisão dos times que querem Bruno, como já era de se prever.

Bruno foi preso pela polícia em Setembro do ano de 2010 e condenado em três anos depois, no mês de Março, pelo crime triplamente qualificado de Eliza Samudio e pelo sequestro de seu filho, Bruninho. Além disso, foi condenado pelo crime de ocultação de cadáver, a qual foi extinta, pois a justiça qualificou como que o crime foi prescrevido sem ser julgado em segunda instancia.

O total de sua pena era de 20 anos e 9 meses de prisão. Mas atualmente ele cumpre a pena em regime semiaberto domiciliar, na cidade de Varginha, onde está desde Abril de 2017. Mariana conseguiu a progressão de pena em 19 de Julho, após a aceitação da Primeira Vara Criminal e de Execução Penais do Município.

PUBLICIDADE

Escrito por Emelly Santana De Souza

Redator de assuntos diversos, mais focado em notícias do gênero de política, esporte, entreterimento e saúde.