Caixa econômica vai antecipar a 2º parcela do auxílio emergencial, confira como sacar sua 2º parte dos 600 reais

O governo, por meio da Caixa Econômica Federal, irá antecipar o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial de r$ 600.

O governo, por meio da Caixa Econômica Federal, resolveu adiantar o dia do pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial de r$ 600.

Beneficiários, que nasceram de janeiro a fevereiro receberão a segunda parcela dia 23 quinta-feira, pessoas que fazem aniversário entre o mês de março e abril, receberão no dia 24 sexta-feira.

A previsão para o pagamento da segunda parte do auxílio que vai ajudar nesse período difícil que o país está enfrentando estava previsto para dia 27, mas adiantaram alguns dias, confira o novo calendário da 2ª parcela do auxílio.

PUBLICIDADE

Dia 23 quinta-feira, pessoas que nasceram de janeiro a fevereiro, dia 24 sexta-feira, os que nasceram de março a abril, 25 sábado, nascidos entre maio e junho, dia 27 segunda-feira, quem nasceu de julho, agosto, dia 28 terça-feira, os nascidos entre setembro e outubro e quarta-feira dia 29 os que nasceram de novembro a dezembro.

Cinco milhões de beneficiários informais e autônomos, que se inscreveram pelo aplicativo vão receber a primeira parcela do auxílio na quarta-feira dia 22, informou a Caixa Econômica Federal, que mais de um milhão de pessoas que fazem parte do CAdÚnico irão receber também na quarta-feira.

Também os beneficiários do bolsa família que são cerca de 2 milhões, irão receber no dia 22, somando um total de 7 milhões de beneficiários no dia 22 quarta-feira.

PUBLICIDADE

De acordo com o anúncio da Caixa, mais de 24 milhões de pessoas, já receberam a primeira parcela do auxílio na segunda-feira dia 20 e foram abertas mais de 10 milhões de contas digitais.

Até o final do processo, se estima que haverá 30 milhões de contas abertas, a caixa também informou que aqueles que não foram aprovados no Dataprev, poderão se cadastrar no site ou no aplicativo da caixa.

As pessoas do CAdÚnico que também não recebeu, poderão se cadastrar para uma nova avaliação, segundo os diretores da Caixa Econômica Federal, após a crise irá manter as contas de mais de 30 milhões com as menores taxas do mercado.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.