Cantor Daniel lamenta grande perda e luto comove: ‘vai deixar saudades’

Daniel lamentou a morte de um amigo, cantor sertanejo!

O mundo da música sertaneja está de luto. Morreu nesta quinta-feira (16) um dos grandes nomes deste ritmo. Trata-se do cantor Léu, que fazia dupla com Liu, e faleceu aos 77 anos. A causa da morte do artista não foi informada pela família.

Muitas pessoas lamentaram a morte de Léu, em especial o cantor Daniel, um dos maiores nomes do sertanejo brasileiro e que faz sucesso há duas décadas. Daniel usou as redes sociais para lamentar a morte de Léu.

Pelo Instagram, Daniel comentou sobre o falecimento. “Perdemos mais uma grande bandeira da nossa música sertaneja! O meu querido Léo (Liu e Léu) foi um dos grandes responsáveis na época em que gravamos o nosso primeiro LP, pela mudança do nosso nome como dupla, de ‘José Nery e Daniel’ para ‘João Paulo e Daniel’! Meus sentimentos à toda família! Vai deixar saudades meu amigo!!!”, comentou o cantor.

Daniel iniciou a carreira cantando ao lado de João Paulo, que morreu em um acidente de carro em 1997. A partir daí, Daniel seguiu carreira solo e faz muito sucesso até os dias de hoje, cantando sucessos como “A Jiripoca Vai Piar”, “Peoeira da Estrada”, “Adoro Amar Você”, entre outros.
A postagem revela a gratidão de Daniel pelo fato de Léu ter orientado ele e seu parceiro a mudarem o nome da dupla. De fato, João Paulo e Daniel é melhor do que João Nery e Daniel.

Em relação a Léu, ele tinha mais de 60 anos de carreira e também havia enfrentado o rompimento da dupla. Em 2012, seu irmão Liu faleceu e ele decidiu seguir carreira solo. Em alguns shows, se apresentava ao lado de familiares.

Léu tinha como nome de batismo Walter Paulino. Ele nasceu na cidade de Itajobi, interior de São Paulo. Ao longo da carreira, compôs e cantou grandes sucessos, como “Caminheiro e A Sementinha”, “Boiadeiro Errante”, “Rei do Café” e “O Ipê e o Prisioneiro”.

Ao longo da carreira, a dupla chegou a gravar 50 álbuns. Em 2012, em um dos maiores momentos a da carreira, foram indicados ao Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Música Regional. O álbum “Jeitão de Caboclo” foi um marco da música caipira.

 

Escrito por Carla Gomes

Colunista em diversos sites. Adoro escrever sobre qualquer assunto. Cursando publicidade e marketing. Apaixonada e ecommerce e marketing digital. Contato: [email protected]