Cantor José Abreu Vargas morre após sofrer complicações da Covid e fãs ficam arrasados: ‘Enorme perda para o país’

O artista gravou mais de 30 trabalhos ao longo da carreira.

O ano de 2020 tem ficado cada vez mais difícil para cenário da arte musical. Isso porque, desde que começou, o ano tem vindo com a perda de uma enorme quantidade de mortes de cantores, músicos e compositores, sendo uma das mais recentes a da cantora Vanusa, que faleceu de parada cardíaca no último dia 08.

Nesta terça-feira (17/11), outro cantor foi vítima da morte. Trata-se de José Abreu Vargas, que era mais famoso entre seu público pelo nome artístico de Cheché, apelido que adquiriu ao longo de sua carreira e pelo qual era chamado no meio artístico.

PUBLICIDADE

Cheché, que tinha 81 anos de idade, havia sofrido alguns derrames, mas se recuperou. Recentemente, ele foi vítima do novo coronavírus e realizou tratamento, se livrando da doença, que tem matado milhões de pessoas em todo o mundo. Após ter tratado, o cantor ficou recuperado, mas passou a sofrer de insuficiência renal.

Cheché teve que ir novamente ao hospital, onde recebeu atendimento médico. Ele passou 10 dias internado na unidade de saúde, mas infelizmente para os admiradores do artista, ele não conseguiu resistir. sua família ainda não deu informações sobre o velório e o sepultamento.

Cheché nasceu em uma cidade da República Dominicana e desde jovem mostrou interesse pela música. Ele começou sua carreira tocando instrumentos ao lado de seus amigos na adolescência. Aos poucos, Cheché foi se inserindo nos palcos e ganhou notoriedade por causa de seu talento.

PUBLICIDADE

Nas redes sociais, fãs lamentaram a morte de Cheché: “Enorme perda para o país”, disse um.

PUBLICIDADE

Escrito por Lane C

Colunista de notícias relacionadas à Televisão, famosos nacionais e internacionais, saúde, humor e também curiosidades no geral.