Cinco atores que destruíram suas carreiras em segundos

Certas decisões podem levar ao fracasso, atores que destruíram a carreira em segundos

Decisões dos Artistas devem ser tomadas em poucos segundos e algumas delas são capazes de interferir na carreira e destruir totalmente.

Escândalos são comuns em Hollywood, mas quando se tornam públicos a melhor coisa é procurar outro trabalho.

Randy Quaid era ator de comédia ficou conhecido no filme Independence Day, foi indicado ao Oscar em 1974, mas a carreira acabou quando ele e a esposa não pagaram uma conta no hotel, ele continuou nesse caminho alugou uma casa e não pagou, em seguida fugiu para o Canadá, não vai trabalhar tão cedo no cinema.

Wesley Snipes sumiu das telonas por não declarar seus impostos e a declaração de impostos nos Estados Unidos é uma coisa muito séria.

Michael Richards estava em um programa com plateia e ele discutiu com um homem, ele é o insultou chamando de “negro” e exigiu que ele fosse retirado do local, se fosse hoje ele seria apedrejado por usar essa expressão “negro”.

Ele apareceu e uma transmissão via satélite pedindo desculpas, disse que estava arrependido e garantia do que não era racista.

Warren Beatty em um programa de entrega de Oscar, agiu com brutalidade entregando envelope e anunciando antecipadamente o que estava nele, essa atitude foi a despedida do ator que já está com 83 anos de idade.

Charlie Sheen teve um salto na carreira nos anos 80 e 90 fazendo a comédia de Top Gun 1 e 2, era uma das grandes promessas de Hollywood, mas devido ao envolvimento com bebidas e drogas precisou ser internado em clínicas de reabilitação, não foi mais chamado para nenhum filme.

Em seguida uma namorada o acusou de estar com HIV, no New York Times foi publicada essa informação e a promissora carreira acabou.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.