Homem morre aguardando por 5 dias um leito na UTI, e filha diz “Eu nunca imaginei ter que enterrar meu pai”

Isto apenas mostra as pessoas, que as coisas ainda estão bem ruins.

Aparecido vieira, de apenas 57 anos de idade, cuja profissão era de pedreiro, acabou de ser enterrado na manha desta quinta-feira, 18 de junho, após morrer com a nova doença do coronavirus, após aguardar por longos cinco dias um leito na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em São Paulo, na cidade de Santa Barbara d’Oeste.

A família que estava muito preocupada com o estado de saúde do paciente, e chegaram a pedir uma transferência, mas o quadro acabou piorando.

A prefeitura disse que no fim da noite desta ultima terça-feira, através do CROS, eles conseguiram um leito para ele no Hospital Estadual de Sumaré, mas conforme a gravidade do quadro, ele não tinha condições de realizar uma transferência e o atendimento continuou então no pronto-socorro.

PUBLICIDADE

Ele se encontrava entubado, e seu estado era muito grave desde essa ultima sexta-feira, 12 de junho, com insuficiência respiratória e renal. Antes de vir a falecer, a filha de Vieira apelou e fez uma publicação através das redes sociais onde dizia com indignação que seu pai estava aguardando pela liberação de um leito desde sexta-feira.

Andreza Vieira e o pai que morreu de Covid-19 em Santa Brbara dOeste Foto ReproduoEPTV

E após o enterro do pai, a filha decidiu então gravar um vídeo, contando sobre o que tinha acontecido, e como foi a sua perda, e não deixou de mandar um recado para as pessoas que à assistiam.

PUBLICIDADE

“Acabei de enterrar o meu pai. E eu queria dizer que eu nunca tinha imaginado ter que passar por essa situação. Ele, que era uma pessoa trabalhadora, e que pagava as contas certinho, e não conseguir uma vaga na UTI, e ainda não ser tratado com a dignidade que merecia… Estou sabendo agora que mais pessoas estão nesta mesma situação, e que não há leitos disponíveis”.

“Eu apenas queria deixar um recado para as pessoas que pensam que esta doença é apenas uma brincadeira, que elas fiquem em casa, e que possam pensar no próximo, e na própria família”.

 

PUBLICIDADE

Escrito por V Guimarães

Colunista de todos os assuntos, como tv, famosos, culinaria, medicina, filmes, series, saude, bem-estar, lazer. Gosto de todos os assuntos