Jornalista da Record é acusado de assediar 12 colegas de trabalho: ‘chegou por trás’

Jornalista é acusado de assédio e boletins de ocorrência foram registrados em delegacia de SP.

A redação de jornalismo da Record TV está em polvorosa com as denúncias de assédio que recaem sobre um dos jornalistas mais experientes da casa. Ele é acusado de ter assediado sexualmente pelo menos 12 mulheres.

Trata-se do jornalista Gérson de Souza, que teve passagem marcante pelo SBT. Na Record, ele atua na equipe de reportagem do Domingo Espetacular, a revista eletrônica que a emissora exibe semanalmente.

Nesta semana, sete denúncias contra Gérson de Souza foram feitas no departamento de Recursos Humanos da Record TV, em São Paulo. Nesta quinta-feira (23), duas das denunciantes registraram boletim de ocorrência por difamação e assédio sexual. Elas foram orientadas pelo setor de assistência jurídica da emissora.

PUBLICIDADE

Logo depois dos registros dos boletins, mais cinco mulheres compareceram ao RH para prestar queixa contra o experiente repórter. Ele nega as acusações, de acordo com o site Notícias da TV.

O repórter acusa uma das mulheres que o denunciou de “revanchismo”. Ela é produtora da Record. Essa profissional conta um episódio ocorrido no último dia 8 de maio. Gérson de Souza a teria pegado por trás na redação.”Ele chegou por trás e me beijou na boca. Ficou mostrando a língua e saiu dizendo que roubado era mais gostoso. Foi nojento”, comentou a produtora, que é experiente na área e já recebeu até Prêmio Esso – a maior premiação do jornalismo brasileiro.

Segundo ela, as abordagens inconvenientes de Gérson vêm de muitos anos, mas ela só decidiu denunciá-lo agora porque ele começou a difamá-la. “Ele começou a gritar na Redação que eu era incompetente, que meu trabalho é uma bosta”, recorda.

PUBLICIDADE

Gérson de Souza afirma que reclamou com a chefia sobre a qualidade das pautas da produtora. “Era roteiro que não tinha o nome do entrevistado, que não tinha informações”, explicou o repórter.

“Estou vendo isso como revanchismo. Tenho certeza de que ela está reagindo a uma observação que fiz sobre a qualidade do serviço dela”, explica o repórter, que afirmou ainda ser “de uma época em que se brincava (com as mulheres)”.

De acordo com o Notícias da TV, a Record confirmou que investiga as denúncias de assédio e alega ter orientado as profissionais a procurarem as autoridades.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Gomes

Colunista em diversos sites. Adoro escrever sobre qualquer assunto. Cursando publicidade e marketing. Apaixonada e ecommerce e marketing digital. Contato: [email protected]