Luiza Brunet: carta aberta ao homem agressor

É necessário entender a ponta fundamental que leva aos índices alarmantes de feminicídio

A modelo Luiza Brunet escreveu uma carta aberta à respeito da violência contra as mulheres, direcionada aos homens agressores.

Além de modelo, Luiza também é empresária e ativista no combate à violência doméstica.

Luiza começa sua carta falando a respeito da dificuldade de se olhar pra o seu próprio agressor, e que estas pessoas deveriam prestar contas de seus atos na Justiça.

Ela alerta a respeito do quadro alarmante de mulheres agredidas diariamente. Ela afirma que uma carta aberta ao homem agressor pode ser um caminho para que a mudança ocorra.

Luiza pede para falar diretamente com estes homens, que agridem suas mulheres. E diz que, estes homens tem um comportamento criminoso, indigno e intolerável.
Em sua carta, Luiza afirma que costuma estudar a respeito dos arquétipos do machismo e os padrões do comportamento agressivo dos homens.

Ela conta que em suas viagens e visitas a locais ao redor do mundo, tem notado que o suporte à mulher vítima de violência tem tomado cada vez mais forma e se intensificou.

Ela alerta para possíveis motivos que possam levar homens a cometerem agressões, como por exemplo terem vivido em um lar com muita violência.

É possível que tenha visto o próprio pai agredir a mãe. Ela levanta hipóteses que podem não justificar, mas demonstrar um caminho para que estes homens cometam estes atos.

Durante a carta, Luiza fala a respeito da evolução da agressão. Que começam de forma verbal, e acabam se tornar física.
Desde humilhações e manipulações, até agressões físicas graves que podem acabar levando mulheres à morte.

Ela questiona, como homens são capazes de agir desta forma sem temer ou demonstrar qualquer tipo de sentimento de culpa.

Ela finaliza sua carta dizendo que homens de verdade não agridem mulheres e esclarece que, caso não mudem, irão enfrentar as consequências de seus atos na Justiça.

E faz uma alerta final, de que a nossa sociedade mudou e não irá tolerar mais este tipo de coisa impunemente.

E você, o que pensa a respeito de tudo isso? Lembre-se de deixar o seu comentário. Sua opinião é de grande importância para a nossa equipe e sempre ajuda no diálogo de temas com imensa relevância para toda a nossa equipe.

Escrito por Carla Gomes

Colunista em diversos sites. Adoro escrever sobre qualquer assunto. Cursando publicidade e marketing. Apaixonada e ecommerce e marketing digital. Contato: [email protected]