Malu Mader gera revolta no mundo cristão com comentário polêmico: “Só tem cinema fechando e igreja abrindo”

A artista não agradou e acabou gerando revolta com sua opinião polêmica.

A todos os que são fãs e acompanham a carreira de Malu Mader, já conhece muito bem que ela não tem papas na língua na hora de expressar sua opinião. A atriz acabou deixando o mundo evangélico surpreendido, quando rasgou o verbo e falou tudo o que achava do progresso brasileiro atual hoje em dia, e com isso acabou gerando grande polêmica nas redes sociais.

Malu Mader não está satisfeita com o atual momento que o Brasil vem vivendo, e considera que o cinema tem pagado preço por causa da nova política do Governo Federal.

No decorrer do último domingo, (23), a atriz Malu Mader, na noite do primeira dia do desfile de carnaval do Rio de Janeiro, levantou polêmica ao afirmar que o cinema no Brasil vem perdendo seu lugar para o mundo religioso.

PUBLICIDADE

A famosa acabou causando polêmica, quando deixou sua opinião sobre o assunto. Malu Mader mexeu com o tema de religião – um assunto que acaba deixando muitas pessoas revoltadas e chateadas na web. A estrela que já fez muito sucesso nas novelas brasileira, não teve medo de expressar o que pensa e afirmou que havia muito cinema se fechando e muitas igrejas se abrindo nos últimos tempos.

O contexto de Malu Mader foi a respeito do fechamento do Cinearte, na cidade de São Paulo, após a entrada do novo governo federal, que retirou os subsídios da Petrobras sobre o estabelecimento.

A fala da famosa acabou não sendo diferente das demais pronuncias, que quando são dirigidas de maneira errada, acaba ganhando repercussão nas redes sociais. A crítica da atriz gerou tanto comentários positivos, como também negativo a seu respeito.

PUBLICIDADE

Internautas acabaram criticando o protesto feito pela atriz Malu Mader, e declararam que o fechamento somente sucedeu por causa do próprio cinema brasileiro, e que isso não tinha nada a ver com o atual governo.

Um usuário da rede social do Twitter rasgou o verbo, e disse que o fechamento do cinema era sinal de que ele não havia conseguido fazer sua parte, e que o cinema era somente para poucas pessoas participar no Brasil, devido ao seu alto preço cobrado pelos ingressos. Como comprar se a maioria das pessoas vive com um baixo salário mínimo.

Via: pleno.news

PUBLICIDADE

Escrito por Cris Si

Escrevo vários tipos de conteúdo, mas gosto muito de escrever notícias sobre famosos, histórias de superação e testemunhos.