Ministério da Justiça notifica Globo sobre conteúdo impróprios em novelas

Essa seria a segunda notificação expedida pela justiça.

O ministro da justiça comandado por Sérgio Mouro notificou a Rede Globo por conteúdo impróprio em novela na última segunda-feira (25) o motivo foi a presença excessiva de conteúdos impróprios na novela da emissora “O sétimo Guardião” que é imprópria para menores de 12 anos.

A novela constantemente traz à tona cenas de sexo, prostituição, erotização entre outros, consumo de drogas e preconceito o quê para Sérgio Moura não é conteúdo apropriado para menores de 14 anos.

A Globo ainda pode recorrer a decisão, claro isso aí é um direito e lei da emissora, a primeira notificação ocorreu em 8 de fevereiro mas segundo o Ministério Justiça, a Globo não adequou o conteúdo e nem justificou nada então está sendo notificada novamente.

PUBLICIDADE

O Ministério da Justiça tem toda autoridade para fazer um estrago ali se quiser caso a emissora não obedeça às exigências de Moro. Muitas pessoas tem afirmado que a programação da Rede Globo é veneno para as famílias de bem.

A emissora tem inserido cada vez mais em sua programação a erotização e cenas explícitas gerando um mal-estar na sociedade e por isso a emissora vem cada vez mais perdendo audiência e ainda assim são arrogantes e não querem fazer uma coisa tão simples que é mudar a censura de 12 a 14 anos.

Provavelmente a emissora deverá recorrer na justiça sobre a segunda notificação do Ministério da Justiça comandado por Sérgio Moro.
Além disso, a trama já vai ao ar depois das 21h, que antes era o horário limítrofe para produções impróprias para menores de 14 anos.

PUBLICIDADE

Além desta notificação a novela sofre com outros problemas na justiça. A Rede Globo esta sendo acusada de plagiar uma obra da escritora, Barbara da Cunha Coelho, que é autora do livro “As Muralhas de Vida Eterna: Uma Metáfora Sobre o Tempo”.

Além da baixa audiência a novela pode ser retirada do ar com a acusação de plagio que foi feita na justiça pela escritora que procurou a justiça. A escritora alega que trechos de sua obra estão sendo usados na novela.

Na ação que foi movida pela artista, ela pede que as duas histórias passem por uma perícia para verificar pontos em comum. Com isso, seria apurado se houve cópia.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Gomes

Colunista em diversos sites. Adoro escrever sobre qualquer assunto. Cursando publicidade e marketing. Apaixonada e ecommerce e marketing digital. Contato: [email protected]