“O DIU se quebrou em pedaços e chegou até o meu fígado”, conta mulher que perdeu o útero e os ovários

A americana de 25 anos de idade, precisou retirar os ovários e os dedos dos pés, isso ocorreu após o DIU, se fixou em seu fígado.

O caso que iremos te mostrar hoje é muito importante e serve de alerta para as mulheres que fazem o uso de contraceptivos para evitar gravidez, é bom ficar atenta.

Uma mulher que fazia o uso do DIU, precisou se submeter a uma cirurgia para fazer a remoção de seus ovários também dos dedos de seus pés.

Isso ocorreu por causa que o método contraceptivo forçou a passagem até o estomago dela e acabou se deslocando até o seu figado. Conforme relatos do Fox news, o DIU teria sido disponibilizado a Tanai como uma opção de controle.

PUBLICIDADE

Isso porque a mulher estaria á pelo menos 6 semanas da sua filha, que teria nascido no ano de 2014, segundo ela relatou, que quase no fim do ano de 2017 ele teria sido submetida a uma consulta ginecológica.

Foi quando o profissional que estava a atendo não conseguiu encontrar O DIU em seu útero, quando passou por uma ultrassom, que teria sido feito duas vezes para terem a certeza de que ele realmente teria sumido.

Passado algum tempo depois, a mulher começou a ter fortes dores na região do estômago, o que a fez procurar um médico imediatamente.

PUBLICIDADE

Ela relata que estava trabalhando, quando as dores começaram a vir com uma intensidade n aparte do lado direito do seu estômago, e naquele momento a unica coisa que ela passou que poderia estar originando aquela dor seria o DIU.

Tanai teria sido submetidas a um exame de raio-x para descobrir oque poderia está ocasionando as dores, e foi quando em imagem puderam constatar que o DIU teria ido parar no estômago dela.

Quando lhe informaram o que tinha acontecido, Tanai foi imediatamente atrás do seu ginecologista para que pudessem resolver essa situação, relatando tudo a ele e apresentou também as imagens do raio x realizadas.

E o ginecologista diante de tantas evidências sobre o caso, ele afirmou a mulher teria que passar por uma cirurgia para retirar o dispositivo interno uterino.

A cirurgia seria feita no dia 13 de Dezembro do ano que se passou, de inicio a cirurgia seria um simples corte, que seria feita na parte abaixo do seu umbigo, o suficiente para fazer a passagem do telescópio médico.

Mas quando começaram a analisar direito, perceberam que o dispositivo se apresentavam em partes, pois ele havia quebrado dentro do corpo e dela e depois foi até o figado, e por causa disso foi necessário fazer uma cirurgia um pouco mais complicada.

Depois da cirurgia Tanai já recebeu alta, mas acabou precisando retornar ao hospital novamente no mesmo dia, pois ela estava com um sangramento interno.

Após a cirurgia, os médicos relataram a mãe da mulher que eles precisaram abrir os ovários e os mesmo se apresentavam de coloração escura e por isso foi preciso realizar uma histerectomia, uma cirurgia para remover o útero e os ovários.

Depois da realização da cirurgia, a mulher acabou entrando em choque séptico, resultando em precisar ficar um tempo a mais na UTI. segundo os médicos, a cicatrização do parto recente poderia ter contribuído para que o DIU andasse no corpo.

Um outra suspeita também seria de que o DIU tivesse sido empurrado durante as contrações musculares dos ciclos menstruais, e conforme as contrações do útero que ele poderia ter se movido.

Mesmo após ter passado a realização da histerectomia, Tanai não aprestou nenhum sinal de melhora, e seus órgãos começaram a apresentar falhas.

Diante desses imprevistos foram necessário que Tanai ficasse em um respirador, para que ajudasse o seu pulmão que não estava conseguindo cumprir com a sua função sozinho.

Passado poucos tempos, a americana começou a perder sensibilidades de suas mãos e seus pés. Já na terceira semana no hospital, ela começou a sentir suas mãos.

Mas o que ela não imaginava é que seus dedos do pé começariam a gangrenar por causa da ausência da circulação no local. Tanai recebeu alta no dia 2 do mê de fevereiro, fazendo quase 2 meses após a primeira cirurgia dela.

Mas ela foi alertada que quando ela se sentisse pronta, ela teria que voltar ao hospital para a retirada de todos os dedos de seu pé esquerdo, e também as pontas do pé direito.

No começo do mês de Maio, os dedos da americana foram todos retirados, e por isso ela precisou deixar o seu emprego e não pode mais frequentar a escola.

PUBLICIDADE

Escrito por Margareth Santos

Gosto de dedicar uma parte do meu tempo levando noticias e informações através de matérias relacionadas a tudo, inclusive de saúde, culinária, famosos e do mundo da maternidade.