Pastora de uma igreja Batista revela durante culto que é transexual e é expulsa da igreja evangélica

A pastora afirmou em público no mês de junho, onde estava falando com os fiéis sobre mostrar o verdadeiro eu.

Júnia Joplin de 41 anos, é uma pastora da Igreja Batista de Lorne Park em Ontário no Canadá, recentemente ela revelou em meio a congregação que ela era transexual.

A pastora afirmou em público no mês de junho, onde estava falando com os fiéis sobre mostrar o verdadeiro eu e revelar os seus sentimentos, não ter medo, no final do sermão ela relatou para a igreja que era transexual.

Júnia foi expulsa da igreja Batista, de acordo com as informações foi realizado uma votação na igreja, 53 eram favoráveis à ela, mas 58 contra, ela perdeu na votação e por isso foi excluída do rol de membros da instituição.

A reverenda demonstrou tristeza, ela lamentou nas redes sociais falando que a sua sinceridade em revelar o que ela era de fato, custou seu cargo na Instituição.

Mas Júnia ficou surpresa por tantas pessoas estarem apoiando, afinal de contas a votação foi bem acirrada.

Júnia disse nas redes sociais que estamos entrando no processo onde se tenta discernir qual é a verdadeira vontade de Deus e foi determinado por princípios teológicos que este não é o desejo de Deus, ele não quer que Júnia continue sendo reverenda na igreja.

Segundo informações, a pastora Júnia, ia começar um processo para mudança de identidade de gênero, em 2019 revelou aos familiares que ela era transexual, no mês de junho de 2020 ela assumiu em público.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.