Professora é demitida após comentário inacreditável sobre a menina de 10 anos abusada pelo tio: “Não foi violência, deve ter sido bem paga”

Os comentários da professora geraram revolta na Web.

A Secretaria Estadual de Educação de Guarulhos da região metropolitana de São Paulo, demitiu uma professora após criticar o aborto realizado na menina de 10 anos que foi vítima de abuso na cidade de São Mateus.

A Professora Eliana Nucci de Oliveira, que lecionava na Escola Professor Frederico de Barros Brotero e na Escola Estadual Fábio Fanucchi, falou sobre o aborto realizado na menina e minimizou a violência que ela sofreu.

Os comentários foram feitos no Facebook, a professora questionou porque a menina jamais contou o que estava acontecendo, falou que a menina que estava sofrendo os abusos desde os 6 anos de idade, estava recebendo por isso e era consentido por ela.

PUBLICIDADE

A profissional da educação, disse que tirar a vida de um bebê é muito triste, as crianças ao se defenderem correm para mãe, mas essa menina nunca foi falar para mãe o que estava acontecendo, disse que não foi nenhuma violência o que aconteceu, ela tinha uma vida sexual ativa a mais de 4 anos e deve ter recebido por isso.

A identidade da professora foi compartilhada pela deputada Federal Jandira Feghali, a profissional tirou as páginas do ar das redes sociais.

Rossielli Soares da Silva secretário Estadual de Educação, informou que Eliane foi exonerada do cargo para que não ensine mais jovens e crianças nas escolas estaduais.

PUBLICIDADE

É um absurdo um profissional da Educação que defende crianças e adolescentes, ser a favor de uma violência como essa, finalizou dizendo que repudia qualquer tipo de ação parecida, argumentou Rossielli ao jornal Folha de São Paulo.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.