Rodrigo Alves realizou mais de 70 cirurgias plásticas: “Sei que exagerei, mas fiz porque precisei, Valeu todo o esforço para alcançar a perfeição ”

Rodrigo Alves não se envergonha da maneira como investe dinheiro: “Nasci no corpo errado.

 

“Valeu a pena alcançar a perfeição.” Rodrigo Alves, brasileiro de 32 anos, está em cirurgia há anos para obter a imagem e o corpo da boneca Ken, o namorado da Barbie. Um total de 42 operações cirúrgicas, 350.000 euros investidos e uma comitiva de 70.500 seguidores no Instagram endossam toda a sua carreira.

 

“Mereço uma medalha por todo esse trabalho. Valeu todo o esforço para alcançar a perfeição ”, confessou ao jornal britânico The Mirror. O brasileiro gastou 12.000 euros para aumentar sua bunda, 30.000 euros em implantes mamários de silicone e mais de 40.000 euros em cirurgias nasais.

 

Alves não se envergonha da maneira como investe dinheiro: “Nasci no corpo errado. Minha alma nunca foi emparelhada com o resto de mim e agora é. ” No entanto, por trás de todo esse ímpeto de se parecer com Ken, há a história de um garoto que sofreu muito ao longo de sua infância.

 

“Aos sete anos de idade, eles me enviaram para o colégio interno. As crianças me empurraram pelas escadas e colocaram meu rosto dentro de um mictório. Ele tinha seios como mulheres e era gordo, feio e deprimido. Eu só queria ser aceito pela sociedade e me aproximar do ideal da beleza brasileira “, afirma.

 

Os médicos associaram esse suposto distúrbio no corpo a um desequilíbrio hormonal. Aos 17 anos, ele foi realizou  uma redução de mama e, isso foi depois de se mudar para Londres, e também realizou a primeira de suas cinco operações de nariz.

Mais isso claro é  muito dinheiro, então ele que  financiar todas essas intervenções, e para isso ele recorreu  à herança de seus avós espanhóis e também  à renda que recebe por seu trabalho como modelo em uma  companhia.

 

Três anos atrás, ele estava à beira da morte após uma operação na qual tentou aumentar o tamanho do bíceps e uma bactéria entrou em contato com seu corpo. Como conseqüência, ele perdeu a sensação nos braços e foi informado que eles teriam que ser amputados. Se essa infecção tivesse atingido seu coração, ele teria morrido.

No entanto, ele garante que não tem medo de morrer. “Eu me perguntei se vou morrer em uma sala de cirurgia, mas também me perguntei se vou morrer atravessando uma estrada”. Agora, o brasileiro fica feliz quando se olha no espelho e não se arrepende de nenhuma de suas intervenções. “As pessoas querem fotos comigo e me tocam. Eu gosto da atenção. Alguns até me pedem conselhos de beleza para melhorar ”, conclui.

 

Escrito por Redatora S Silva

Sou colunista de noticias, de famosos, tv, receitas, politicas e testemunhos e mensagens, reflexoes. Buscamos sempre o melhor, para que as notcias chega a tempo para todos.